Um convite para dar o primeiro passo na LOW CARB

Quantas vezes você já tentou emagrecer?
Quantas vezes iniciou uma "dieta" na segunda feira e largou na sexta?
Eu já fiz isto por anos... até que descobri uma alimentação que deu certo! A LOW CARB!


Low Carb ou Baixo Carboidrato, é uma estratégia nutricional que tem demonstrado excelentes resultados, a curto e a longo prazo comprovados cientificamente, na perda de peso e tratamento da obesidade, SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos), esteatose hepática, hipercolesterolemia, resistência à insulina, síndrome metabólica entre outras doenças e distúrbios metabólicos.

A alimentação Low Carb caracteriza-se por reduzir ou evitar a ingestão dos grãos, pães, massas e bolos, e consumir grande variedade de vegetais (legumes e verduras), oleaginosas, azeite de oliva, frutas (com certas restrições), carnes, laticínios e ovos, inclusive a gordura natural dos alimentos. A redução dos carboidratos induz a uma adaptação do organismo, que passa a ter como sua principal fonte de energia, a gordura (da alimentação e a corporal). Alimentando-se desta forma, há uma maior saciedade e a fome é consideravelmente reduzida. Não ocorrem mais picos de glicemia e insulina, e o emagrecimento acontece naturalmente.
A imagem pode conter: texto

Quando eu descobri a LOW CARB, eu não tinha noção do quanto isto mudaria a minha vida. Como eu já descrevi aqui, antes desta descoberta, por mais que eu tentasse e fizesse tudo certinho, eu não conseguia emagrecer o quanto que eu queria e muito menos deixar de brigar com a balança. Eu também tinha noção que engordar um pouco a cada ano, de alguma forma estaria prejudicando minha saúde. Então me desafiei a ficar um mês sem comer grãos (ficar sem pão???) e açúcares, a perder o medo da gordura natural dos alimentos e comer só quando estivesse com fome, mesmo que a próxima refeição fosse num horário não habitual.

Os primeiros dias nesta 'nova forma' de me alimentar foram bem estranhos e exigiram uma força de vontade além do que eu tinha imaginado, pois eu não estava reduzindo o tamanho das porções, estava deixando de comer várias coisas que faziam parte da minha rotina há muito tempo. Eu senti muito a falta do meu pão ‘1000 grãos’ no café da manhã e confesso que fiquei até meio triste por não poder comer bolos, macarrão ou pizza, coisas que eu achava que nunca conseguiria viver sem (sabe de nada inocente…rsrsrs)  Ainda na segunda semana, por dois dias eu desisti... achei que era loucura, era tudo muito diferente! Mas se eu acreditei nesta alimentação justamente por saber que é a que tem os melhores resultados na perda de peso e na recuperação da saúde, por que eu iria desistir logo no começo? Neste momento eu pensei: se eu não fizer algo diferente, não terei resultados diferentes. Me enchi de forças e continuei!
Toda esta minha trajetória foi solitária, só eu e as inúmeras coisas que eu estava lendo nos blogs e nos grupos do face. Não contei nem para as amigas mais próximas, por sentir uma certa reprovação quando comentei sobre uma "dieta sem grãos". Os de casa sabiam o que eu estava fazendo, apesar de não entenderem muito bem, mas contanto que minhas opções alimentares não afetassem o cardápio deles, tudo bem. rsrsrs
Durante estes primeiros passos, se eu tivesse alguém para conversar, seria muito mais fácil e me daria muito mais segurança. Se eu tivesse um mentor, ou alguém que já tivesse percorrido o caminho e me indicasse o que fazer e o que não fazer, me sentiria mais amparada e confiante.
 Minha vantagem era que eu tinha tempo disponível para ler muito, e afinidade pelos assuntos das ciências biológicas. Há muita informação disponível pela internet, mas nem tudo está arrumadinho numa sequência pra gente não se perder, ou nem tudo é confiável... É um risco, ainda mais agora que a Low Carb virou a "Dieta da Moda", tem gente postando 'receita low carb' com requeijão light e farinha de aveia...e quem não estiver bem informado, pode dar um passo pra frente e dois pra trás.

Desde que mudei a minha alimentação para este novo estilo de vida e evitei principalmente os carboidratos refinados e muitos alimentos industrializados (carregados de açúcar), minha saúde, disposição, minha mente, meu corpo e a minha auto estima, entre várias outras coisas, mudaram positiva e completamente! E o mais incrível é que mesmo depois de quase 3 anos depois desta minha mudança, todos os dias eu me agradeço por isto e continuo deslumbrada por tudo de bom que conquistei com esta chance que eu me dei! Veja o meu ANTES e DEPOIS de um ano e meio seguindo a Low Carb aqui.


O PRIMEIRO PASSO
Sei que muitas pessoas gostariam de dar uma guinada na sua vida, em vários aspectos ou aqui no nosso caso, pelo menos na saúde e corporal. Mas para isto é necessário uma certa dose de informação, confiança em si, dedicação e comprometimento, e como teriam que trilhar este caminho sozinhas, deixam para o 'momento certo', e acabam dando mil desculpas a si mesmas para adiar o plano. É a tal da PROCRASTINAÇÃO, que geralmente não traz muitos resultados satisfatórios. As coisas que a gente adia, achando que a hora certa aparecerá mais tarde, têm poucas chances de acontecerem... É assim que os sonhos vão ficando para trás...
Então eu te desafio a tomar uma decisão, escutar aquela voz que vem falando dentro de você há muito tempo, de aceitar que deve tomar uma atitude! Simplesmente faça! Não espere atingir 3 dígitos na balança, ou se sentir mal novamente por não entrar naquela roupa que você comprou há pouco tempo, porque as antigas já não serviam mais, ou a terrível hora de se arrumar para uma festa, ou só se lembrar que tem que cuidar dos seus triglicerídeos ou diabetes numa próxima consulta médica, que nem sabe quando será. Cada dia que passa pode ser tarde demais, e a situação vai ficando mais crítica, sendo mais difícil voltar ao ponto de equilíbrio.

Bem, seja lá em que estágio da vida você esteja, estou te fazendo pensar a respeito de uma das questões que você está deixando para depois...

Uma oportunidade!

Como seria se você tivesse à sua disposição, junto de você, alguém que já percorreu este caminho da mudança da alimentação e pudesse ir te contando suas descobertas e erros? Que te passasse as informações (com referências) numa sequência lógica e que te respondesse até aquelas suas dúvidas mais ridículas? Você pode fazer tudo isto sozinho(a), mas qual seria o seu grau de comprometimento?
Sentiria-se suficientemente motivado todos os dias?
Conseguiria colocar em prática por quanto tempo?
Tem tempo e disposição para procurar as informações?

Esta é a proposta que eu te faço. Eu me proponho a estar à sua disposição por cinco dias pelo whatsapp, em um grupo de 10 a 15 pessoas, te passando diariamente várias informações básicas da Low Carb, te lembrando das aulas de biologia de como nosso corpo funciona, e como fazer para não estocar gordura e sim queimar! Te dando dicas dos alimentos mais presentes neste tipo de alimentação (não tem cardápio), do que fazer em algumas situações, e te contando o que aprendi sobre estas e outras questões tão comuns desse estilo tão diferente de tudo que ouvimos nas últimas décadas.

Será um compromisso meu com você, e seu consigo mesmo(a).
Não te prometo tantos quilos a
menos em tanto tempo, nem resultados 'dentro do normal' no seu próximo exame de sangue, mas pretendo te ajudar na sua transformação! Eu me comprometo com você e você se compromete com as suas metas e objetivos. Me disponho a te acompanhar online durante alguns dias, te apresentando de forma bem prática e objetiva os princípios da low carb, e te indicando as leituras complementares que possam esclarecer as dúvidas que você tenha. Vamos conversando ao longo do dia pelo whatsapp, do mesmo jeito como fazemos com nossos amigos. Quero te ajudar a chegar no final deste ano feliz e orgulhoso(a) consigo mesmo(a) com as suas conquistas. Vou dedicar o meu tempo e meu conhecimento para você!

Não é de graça, mas veja isto como um investimento em você mesmo, será mais um motivador para você não desistir no caminho e e uma remuneração pelo meu tempo de dicado. Também não é nenhum valor exorbitante, pelo valor de um lanche naquelas redes de fast food (ou seria junk food?), você terá uma boa base e não perderá seu tempo.O que você aprender e começar a aplicar nestes dias, te ajudará a mudar alguns dos seus hábitos e adotar outro estilo de vida e de alimentação! Vale a pena ou não vale?

 Veja como participar do CURSO LOW CARB Express Menos Rótulos aqui.



 Siga MENOS RÓTULOS no Facebook e Instagram