Quando apenas os sintomas são tratados...

Às vezes precisamos procurar respostas por conta própria... 
Eu fiz isto, pois a cada consulta com um especialista, mais remédios para tomar e nenhum deles resolvia meus problemas, apenas criavam outros...

Só descobri que vários problemas de saúde que eu tinha eram causados pelo trigo depois de ler muito a respeito e experimentar ficar um mês sem ingerir o trigo e outros grãos.
Quanta diferença! Meu organismo voltou a ser como deveria ser!
Aboli definitivamente o trigo (e reduzi drasticamente outros grãos) da minha alimentação há mais de dois anos e estou muito bem de saúde!

O lamentável é que muitos profissionais insistem em afirmar que não devemos retirar este ingrediente (nada nutritivo e carregado de agrotóxicos) da nossa alimentação, ainda mais se for como opção própria.

Opiniões à parte, se há uma coisa que você pode fazer por você mesmo é manter-se informado e conhecer seu próprio corpo.



O seu médico é culpado por tratar o consumo de grãos?
Texto publicado no site Wheat Belly pelo Dr William Davis


Jennifer compartilhou esses comentários sobre o início da transformação da barriga de trigo de seu marido:


"Meu marido descobriu o seu site um tempo atrás ao fazer pesquisas sobre os sintomas que ele  estava enfrentando há anos. Depois de seguir as suas recomendações com a alimentação, as visitas ao médico pararam e eu tenho um marido normal de volta.


"Antes de conhecê-lo, ele sempre teve problemas com seu peso e intestino. Ele se exercitava a ponto de desmaiar e isto simplesmente não iria levá-lo a lugar algum. Quando eu o conheci há 5 anos atrás, ele estava correndo todas as noites e fazendo exercícios. Ele simplesmente não conseguia acabar com a barriga mole e, cada vez que a balança se mexia, logo voltava. A sua pressão sanguínea estava sempre elevada. Ele transpirava como um louco. Sempre tinha que ir ao banheiro e seu corpo ficava muito inchado após as refeições. Isto para não mencionar as fortes dores de cabeça que ele tinha na base do crânio. O único alívio que ele poderia ter era o Benadryl para o inchaço.


"Ele estava o tempo todo cansado. Perdia a paciência facilmente. Desde que nos casamos em 2012, ele voltava nos médicos constantemente. Eles disseram que ele era diabético, um outro disse que ele era bipolar, outra o enviou para um psiquiatra, o último lhe deu vários medicamentos para tratar o que sentia e mais remédios para tratar os efeitos colaterais dessas pílulas. Ele foi num neurologista que fez todos os outros tipos de testes. Foi num médico do coração e num alergologista. Ele já estava cansado de ninguém se preocupar com a causa e simplesmente tratar os sintomas. Ele estava tomando tantos comprimidos que era ridículo, então começou a pesquisar sobre os próprios problemas. As pessoas o chamaram de louco e diziam que ele estava ficando hipocondríaco. Ele mostrava suas descobertas nas visitas aos médicos apenas para que elas fossem descartadas e eles ainda diziam que ele não deveria tentar se auto-diagnosticar. Ele até teve seu DNA sequenciado na esperança de encontrar alguma coisa.


"Então ele se deparou com o seu site, com as informações que correspondiam com um monte de outros dados que ele estava achando, relacionados aos seus problemas, e então começamos a ler mais a fundo. Ele comprou o seu livro. Estou feliz em dizer que ele está se alimentando de acordo com suas diretrizes por 3 semanas e agora sente-se muito melhor. Acabaram as dores de cabeça. O inchaço diminuiu. Seu intestino está desinchando e seu peso está caindo. Ele pode dormir muito melhor agora e pensar de forma muito mais clara. É como se eu estivesse casada com uma pessoa totalmente diferente, mas mais feliz. Eu só quero dizer muito obrigada e mal posso esperar para ver onde isso vai leva-lo".


(A foto acima não é do marido de Jennifer, é apenas uma foto de banco de dados).


Volta e meia me deparo com histórias como as do marido de Jennifer: dezenas de visitas aos médicos, pilhas de prescrições e procedimentos de imagem, todos com o objetivo de conter este ou aquele sintoma, mas nunca a resposta a uma pergunta básica: Todo este conjunto de sintomas/doenças, aparentemente desconexos, poderia ser devido a um componente da dieta?


O marido de Jennifer estava passando por problemas de peso, acúmulo de gordura visceral, hipertensão, sintomas da síndrome do intestino irritável, edema / inflamação, dores de cabeça, fadiga, açúcar elevado no sangue, alterações de humor, alergias - sim, existem medicamentos para lidar com cada um desses sintomas / condições, mas nenhum resolve a causa original.

Muitos, se não a maioria dos medicamentos de prescrição também criam mais problemas de saúde ao longo do tempo, tais como as drogas para refluxo ácido (Prilosec, Protonix, outros) que levam à disbiose (desconforto abdominal / sintomas da SII, inflamação, aumento do risco de câncer de cólon), osteoporose / a osteopenia, deficiência de vitamina B12, e aumento do risco de infecções (pneumonia pneumocócica, enterocolite por C. difficile). Os medicamentos para pressão arterial normalmente causam ganho de peso, elevam o açúcar no sangue, causam disfunção erétil, triglicerídeos elevados, e até mesmo a morte súbita cardíaca - mais motivos para prescrever mais medicamentos.


Você pode começar a ser envolvido muito rapidamente pela espiral descendente que os "cuidados de saúde" podem te levar, quando você tem médicos desinformados tentando tratar um problema alimentar com as ferramentas inadequadas. No entanto, a solução é bem simples para muitos: identificar a causa - trigo e grãos - então, remover a causa.


O marido de Jennifer vai recuperar ainda mais a sua saúde, adotando as estratégias que precisa para seguir na eliminação do trigo / grãos, que são discutidas no livro Barriga de Trigo, tais como o cultivo da flora intestinal, a suplementação de iodo, e a recuperação da vitamina D. Mas saibam que a recuperação impressionante de muitas condições de saúde e a liberdade de deixar de tomar vários medicamentos de prescrição, para não falar sobre o desespero e o sofrimento, são possíveis, seguindo as prescrições simples do estilo de vida do Barriga de Trigo.



_________________


Leia também:

O Trigo moderno está deixando você gordo e doente?

Os efeitos do trigo mesmo em quem não tem Doença Celíaca

A Sensibilidade ao Trigo é Subjetiva?




Sugestões de livros e programas sobre a Dieta Paleo - Low Carb? Veja aqui

Receba as novidades do Menos Rótulos por e-mail:
 
FeedBurner
 Siga MENOS RÓTULOS no Facebook e Instagram

 As informações contidas neste blog são relatos pessoais, ou artigos traduzidos com as devidas referências, não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer condição médica e não devem ser usadas como um substituto para o cuidado e orientação de um médico / nutricionista.