Chocolate Amargo. "Amargura" que faz bem!

Tem coisa melhor que um bom chocolate?
E se você souber que este prazer ainda faz bem à saúde?
Mas vá com calma! Saboreie lentamente...


7 benefícios do Chocolate Amargo à saúde 

Por Kriss Gunnars.
Texto traduzido por Regiany Floriano. O original está aqui.


O chocolate escuro é carregado com nutrientes que podem afetar positivamente a sua saúde.
Feito a partir da semente da árvore de cacau, é uma das melhores fontes de antioxidantes do planeta.
Estudos mostram que o chocolate escuro (não a porcaria açucarada) pode melhorar a saúde e reduzir o risco de doença cardíaca.


1. Chocolate escuro é muito nutritivo

Se você comprar um chocolate amargo de qualidade, com um alto teor de cacau, então na verdade é muito nutritivo. Contém uma boa quantidade de fibras solúveis e é carregado com minerais.
Uma barra de 100 gramas de chocolate escuro com 70-85% de cacau contém (1):

11 gramas de fibra.
67% da RDA de ferro.
58% da RDA de magnésio.
89% da RDA de cobre.
98% da RDA de manganês.

Ele também tem muito potássio, fósforo, zinco e selênio.

Mas logicamente 100 gramas é uma quantidade generosa e não algo que você deva consumir diariamente. Todos esses nutrientes também vêm com 600 calorias e quantidades moderadas de açúcar.
Por esta razão, é melhor consumir o chocolate amargo com moderação.

O perfil de ácidos graxos do cacau e do chocolate amargo é excelente. As gorduras são principalmente saturadas e monoinsaturadas, com pequenas quantidades de ácidos gordos polinsaturados.
Ele também contém estimulantes como a cafeína e teobromina, mas é improvável que vá te manter acordado durante a noite como a cafeína, pois a quantidade é muito pequena em comparação ao café.

Resumindo: Chocolate amargo de qualidade é rico em fibras, ferro, magnésio, cobre, manganês e alguns outros minerais.


2. Chocolate amargo é uma poderosa fonte de antioxidantes


Você já ouviu falar de uma medida chamada ORAC?
ORAC significa Capacidade de Absorção de Radicais de Oxigênio. É uma medida da atividade antioxidante dos alimentos.

Basicamente, os pesquisadores colocam um grupo de radicais livres (maus) contra uma amostra de comida e avaliam o quão bem os antioxidantes nos alimentos pode "desarmar"-los.
A importância biológica dessa métrica é questionada, porque é feita em um tubo de ensaio e pode não ter o mesmo efeito no corpo.

No entanto, eu acho que vale a pena mencionar que  sementes de cacau cruas, não processadas estão entre os alimentos de maior pontuação que foram testados.
O chocolate escuro (amargo) é rico em compostos orgânicos biologicamente ativos que funcionam como antioxidantes. Estes incluem polifenóis, flavonoides, catequinas, entre outros.

Um estudo mostrou que o cacau e o chocolate amargo tem maior atividade antioxidante, mais polifenóis e flavonoides do que outros frutos eles testaram, que incluíam mirtilos e Açaí (2).

Resumindo: Cacau e chocolate escuro tem uma grande variedade de antioxidantes poderosos, muito mais do que a maioria dos outros alimentos.


3. Chocolate escuro pode melhorar o fluxo sanguíneo e Baixar a Pressão Arterial

Os flavonóides no chocolate escuro podem estimular o endotélio, o revestimento das artérias, para produzir óxido nítrico (NO), que é um gás (3).
Uma das funções de NO é mandar sinais para as artérias relaxarem, o que diminui a resistência ao fluxo sanguíneo e, portanto, reduz a pressão arterial.

Há muitos estudos controlados mostrando que o cacau e chocolate amargo podem melhorar o fluxo sanguíneo e pressão arterial mais baixa, mas os efeitos são geralmente leves (4, 5, 6, 7).
No entanto, há também um estudo em pessoas com pressão arterial elevada, que não mostrou nenhum efeito, por isso tome tudo isso com um grão de sal (8).

Resumindo: Os compostos bioativos do cacau podem melhorar o fluxo sanguíneo nas artérias e causar uma pequena, mas estatisticamente significativa diminuição da pressão arterial.


4. Chocolate escuro aumenta o HDL e LDL protege contra a oxidação


Consumir chocolate amargo pode melhorar vários fatores de risco importantes para doenças cardíacas.
Em um estudo controlado, revelou que cacau em pó pode reduzir significativamente o colesterol LDL oxidada em homens.

Também aumentou a HDL e reduziu o LDL total em homens com colesterol elevado (9).
O LDL oxidado significa que o LDL (colesterol "mau") reagiu com radicais livres.
Isso faz com que a própria partícula LDL torne-se reativa e seja capaz de danificar outros tecidos, tais como o revestimento das artérias em seu coração.

Faz todo o sentido que o cacau reduza o LDL oxidado. Ele contém uma abundância de antioxidantes poderosos que fazem na corrente sanguínea e proteger as lipoproteínas contra dano oxidativo (10, 11, 12, 13).
O chocolate escuro também pode reduzir a resistência à insulina, que é outro fator de risco comum para muitas doenças, como doenças cardíacas e diabetes (14, 15).

Resumindo: O chocolate escuro melhora vários fatores de risco importantes para doenças. Ele reduz a susceptibilidade de LDL a danos oxidativos, enquanto aumenta o HDL e melhora a sensibilidade à insulina.


5. Chocolate escuro pode diminuir o risco de doenças cardiovasculares


Os compostos de chocolate amargo parece ter um efeito altamente protetor contra a oxidação das partículas de LDL.
A longo prazo, isso resulta em muito menos colesterol alojado nas artérias e provavelmente um menor risco de doença cardíaca.

Temos vários estudos de observação a longo prazo que mostram uma melhoria bastante drástica.
Num estudo de 470 homens idosos, revelou que o cacau impressionantemente reduziu o risco de morte cardiovascular em 50% ao longo de um período de 15 anos (16).

Outro estudo revelou que comer chocolate duas ou mais vezes por semana reduziu em 32% o risco de ter placas calcificadas nas artérias. Comer chocolate com menos frequência não teve efeito (17).
Ainda um outro estudo mostrou que comer chocolate mais de 5 vezes por semana baixou o risco de doença cardiovascular em 57% (18).

Naturalmente, estes três estudos são os chamados “estudos observacionais” que não podem provar que foi o chocolate que causou a redução do risco.
No entanto, dado que temos um mecanismo biológico (pressão arterial e LDL oxidada), então acho que é possível que o consumo regular de chocolate escuro possa na verdade reduzir o risco de doença cardíaca.

Resumindo: Estudos observacionais mostram uma redução drástica no risco de doença cardíaca para as pessoas que consomem mais chocolate amargo.


6. Chocolate escuro pode proteger a pele contra o sol


Os compostos bioativos do chocolate amargo também podem ser ótimos para sua pele.
Os flavonoides podem proteger contra danos causados pelo sol, melhorar o fluxo sanguíneo na pele e aumentar a densidade da pele e hidratação (19).

A dose mínima de eritema (MED) é a quantidade mínima dos raios UVB necessárias para causar vermelhidão na pele, 24 horas após a exposição.
Em um estudo de 30 pessoas, o MED mais do que duplicou depois de consumir chocolate amargo ricos em flavonoides, durante 12 semanas (20).

Se você estiver planejando umas férias dena praia, considere comer uma dose de chocolate amargo nas semanas e meses anteriores.

Resumindo: Estudos mostram que os flavonoides do cacau podem melhorar o fluxo sanguíneo da pele e protegê-lo contra danos induzidos pelo sol.


7. Chocolate escuro pode melhorar a função cerebral


A boa notícia ainda não acabou. O chocolate escuro também pode melhorar a função do cérebro.
Um estudo realizado em voluntários saudáveis mostrou que 5 dias de consumo de cacau com alta concentração d flavonoides melhora do fluxo sanguíneo para o cérebro (21).

O cacau também pode melhorar significativamente a função cognitiva em idosos com deficiência mental. Também melhora a fluência verbal e vários fatores de risco para a doença (22).
Cacau também contém substâncias estimulantes como a cafeína e teobromina, que podem ser uma das razões pelas quais o cacau pode melhorar a função cerebral, a curto prazo (23).


Mensagem Final:
Há evidências consideráveis de que o cacau oferece benefícios poderosos à saúde, sendo especialmente de proteção contra doenças cardiovasculares.

Mas, claro, isso não significa que as pessoas devam ir com tudo e consumir muito chocolate todos os dias. Ele ainda é bem calórico e é fácil de comer demais. Talvez um quadrado ou dois depois do jantar e tentar saboreá-lo lentamente.

Esteja ciente de que a maioria dos chocolates nos mercado são “porcaria”. Você precisa escolher um de qualidade... chocolate orgânico, escuro, com 70% ou maior teor de cacau.

Chocolates escuros, muitas vezes contêm um pouco de açúcar, mas geralmente em pequenas quantidades e quanto mais escuro o chocolate, menos açúcar ele irá conter.

Há, naturalmente, outros benefícios do chocolate que eu não mencionei... como o sabor incrível!



Curta MENOS RÓTULOS no Facebook